Últimas Notícias
Home / Outros / Riscos e vantagens do trabalho em home office

Riscos e vantagens do trabalho em home office

Trabalhar em Home OfficeO home office é um modelo de atuação quem vem sendo cada vez mais empregado pelas empresas brasileiras. De acordo com estudo feito pela Hays Recruiting Experts Wordwide – consultoria especializada em recrutamento -, 31,2% das companhias já adotam o sistema. De acordo com o trabalho, para implantar a metodologia de trabalho são necessários alguns cuidados para que a prática contribua para aumentar a eficiência do negócio e não se torne um problema.

O primeiro ponto a esclarecer diz respeito aos custos para adotar a estratégia. Engana-se quem pensa que funcionários em home office acarretam economia com a folha salarial. Eles têm os mesmo direitos que os colaboradores que atuam na sede da empresa. A grande vantagem desse modelo de trabalho é o ganho de produtividade.

As vantagens

“O cansaço físico e mental provocado pelo deslocamento de casa para o trabalho deixa de existir. Logo, o colaborador vai concentrar melhor o seu tempo e a habilidade nas funções desempenhadas”, diz o consultor em gestão de pessoas Eduardo Ferraz. “Portanto, quem trabalha em home office pode se tornar mais produtivo do que era em sua mesa na companhia. Nesse caso, a empresa acaba ganhando com a melhora do desempenho.”

O argumento de economia de tempo de deslocamento é forte. Numa cidade como São Paulo, por exemplo, é comum se desperdiçar de duas a quatro horas diariamente no trajeto casa-trabalho-casa. Milhares de pessoas gastam até 20 horas semanais paradas no trânsito. A conta desse prejuízo é repartida entre o profissional, que pode perder preciosos pontos na carreira por se atrasar constantamente para compromissos de trabalho, e a empresa – com a perda de produção motivada pelo cansaço acumulado.

Outra vantagem desse modelo de contratação é a otimização do espaço. “Se o empreendedor tem 100 pessoas trabalhando no negócio, ele terá que alugar um imóvel que comporte toda essa gente. Se 50% desses colaboradores atuam no regime de home office, ele reduz pela metade os custos com infraestrutura”, afirma Ferraz.

Os riscos

Para que o modelo de contratação com home office dê certo é necessário que o empreendedor tome alguns cuidados. Por exemplo, é importante que ele analise o perfil de cada candidato e identifique quem está para atuar nesse método de trabalho. “Quem não tem perfil para trabalhar em casa vai acabar prejudicando o negócio”, explica.

Profissionais que possuem perfis dinâmicos, assim como os que necessitam interagir com colegas no dia a dia para se sentirem ambientados e também aqueles que têm dificuldades para se organizar individualmente sentirão dificuldade para se adaptar ao modelo. Por isso, cabe ao empreendedor observar essas características ao fazer a seleção.

Outro risco que o consultor destaca nessa modelo de contratação é o retorno do desempenho de trabalho. “O empreendedor vai levar mais tempo para identificar se o funcionário escalado para o home office não se enquadra no perfil da empresa. Quando a relação é diária, fica mais fácil para o empregador enxergar as qualidades e os defeitos de um colaborador”, explica Ferraz.

Veja também

Motivação dentro das organizações

Muito se ouve falar sobre motivação dentro de um ambiente de trabalho. Mas realmente o …